Biografia de Abraham Maslow

Por Alexandre Pedrassoli

Abraham Maslow

Abraham Maslow

“O que chamamos de ‘normal’ em psicologia é na verdade a psicopatologia da média, tão pouco dramática e tão extensivamente comum que nós geralmente nem a percebemos.” — A. H. Maslow, Introdução à Psicologia do Ser

“Não acredito que a ciência mecanicista (que na psicologia corresponde ao behaviorismo) esteja incorreta, mas apenas que seja estreita e limitada demais para que sirva como uma filosofia geral ou abrangente.” — A. H. Maslow, Psychology of Science: A Reconnaissance

“Se você planeja ser qualquer coisa menos do que aquilo que você é capaz, provavelmente você será infeliz todos os dias de sua vida.” — A. H. Maslow

Maslow foi um pensador supreendentemente original, pois a maioria dos psicólogos antes dele estavam mais preocupados com a doença e com a anormalidade. Maslow queria saber o que constituía a saúde mental positiva. A psicologia humanista, corrente impulsionada por ele, deu origem a diversas diferentes formas de psicoterapia, todas guiadas pela idéia de que as pessoas possuem todos os recursos internos necessários ao crescimento e à cura e o objetivo da terapia é remover os obstáculos para que o indivíduo consiga isso. A mais famosa dessas técnicas foi a terapia centrada na pessoa, desenvolvida por Carl Rogers. Maslow foi também um dos grandes impulsionadores do movimento transpessoal em psicologia.

Abraham Maslow nasceu no dia 1 de abril de 1908, no Brooklyn, NY. Foi o primeiro dos 7 filhos de seus pais, que eram judeus com pouca educação, imigrantes da Rússia. Seus pais, querendo o melhor para seus filhos, foram extremamente exigentes com Maslow em relação ao sucesso acadêmico. Sua infância parece ter sido muito infeliz, de acordo com seus próprios relatos:

Fui um garoto tremendamente infeliz… Minha família era miserável e minha mãe era uma criatura horrível… Cresci dentro de bibliotecas e sem amigos… Com a infância que tive, é de se surpreender que eu não tenha me tornado um psicótico. (Maslow apud Hoffman, 1999, p. 1)

Para satisfazer seus pais, ele primeiro estudou Direito no City College of New York (CCNY). Após 3 semestres, ele se transferiu para o Cornell, e depois retornou ao CCNY. Casou-se com Bertha Goodman em 1928, sua prima em primeiro grau, contra a vontade de seus pais. Abraham e Bertha tiveram duas filhas.

O casal mudou-se para Wisconsin para que ele pudesse cursar a Universidade de Wisconsin. Lá, ele se interessou pela psicologia, e seu desempenho escolar melhorou dramaticamente. Passava o tempo lá trabalhando com Harry Harlow, famoso por seus experimentos com bebês-macacos e comportamento de apego.

Maslow terminou sua graduação em 1930, seu mestrado em 1931 e seu doutorado em 1934, todos em psicologia, todos na Universidade de Wisconsin. Um ano após a graduação, ele retornou a NY para trabalhar com E. L. Thorndike na Universidade de Columbia, onde Maslow passou a interessar-se pelo estudo da sexualidade humana.

Começou a lecionar em tempo integral no Brooklyn College. Durante esse período de sua vida, entrou em contato com muitos intelectuais europeus que estavam migrando para os Estados Unidos, e para o Brooklyn em particular – pessoas como Adler, Fromm, Horney, bem como vários psicólogos freudianos e da Gestalt.

Maslow coordenou o curso de psicologia em Brandeis de 1951 a 1969. Lá conheceu Kurt Goldstein, que concebeu originalmente a idéia de auto-realização em seu famoso livro “O Organismo” (1934). Foi lá também que Maslow iniciou sua cruzada pela psicologia humanista – algo que se tornou muito mais importante para ele do que suas próprias teorias.

Maslow, junto com Anthony Sutich, foram os principais responsáveis pelo lançamento, nos Estados Unidos, da Revista de Psicologia Humanista em 1961, e pela fundação da Association for Humanistic Psychology, em 1962.

Já no fim de sua vida, Maslow incentiva Anthony Sutich a criar a Revista de Psicologia Transpessoal, em 1969. Maslow também incentivou, mas não chegou a ver a fundação da Associação de Psicologia Transpessoal (Association for Transpersonal Psychology), que só ocorreria em 1972.

Ele passou os anos finais de sua vida em semi-reclusão na Califórnia até 8 de junho de 1970, quando morreu de ataque cardíaco após anos de problemas de saúde.

Para saber mais sobre a teoria de Abraham Maslow, leia:

Principais influenciadores

Alfred Adler (1970-1937), médico e psicólogo austríaco

Erich Fromm (1900-1980), psicanalista alemão

Harry Harlow (1905-1981), psicólogo americano

Kurt Goldstein (1878-1965), psiquiatra alemão

Max Wertheimer (1880-1943), psicólogo tcheco

Ruth Benedict (1887-1948), antropóloga americana

Linha do Tempo

1908 No dia 1 de abril, nasce Abraham Harold Maslow, no Brooklyn, Nova Iorque (EUA).
1928 Casa-se, contra a vontade de seus pais, com Bertha Goodman, sua prima em primeiro grau
1930 Forma-se em Psicologia, pela Universidade de Wisconsin
1931 Termina seu mestrado em Psicologia, na Universidade de Wisconsin
1934 Termina seu doutorado em Psicologia, também pela Universidade de Wisconsin
1937-1951 Leciona no Brooklyn College, em Nova Iorque.
1943 Publica o artigo “A Theory of Motivation” (Uma teoria sobre a motivação), que acabaria se tornando famoso por introduzir a primeira noção da Hierarquia de Necessidades.
1951 Torna-se chefe do departamento de Psicologia da Universidade de Brandeis.
1954 Publica o livro “Motivação e Personalidade” (Motivation and Personality)
1961 Maslow ajuda Anthony Sutich a criar a Revista de Psicologia Humanista.
1962 Escreve o livro “Introdução à Psicologia do Ser” (Towards a Psychology of Being)
1962 Maslow ajuda Anthony Sutich a fundar a Associação de Psicologia Humanista (Association for Humanistic Psychology).
1968 Maslow é eleito presidente da Associação de Psicologia Americana.
1970 Em 8 de junho, Maslow morre, aos 62 anos, de ataque cardíaco.

Livros de Abraham Maslow

(o ano indicado refere-se à primeira edição da obra)

Motivation and Personality. Harper Row, 1954.

Toward a Psychology of Being. (Introdução à Psicologia do Ser). Van Nostrand, 1962.

Religions, Values and Peak-experiences. Ohio State University, 1964.

The Psychology of Science: A Reconnaissance. Harper Row, 1966.

The Farther Reaches of Human Nature. Viking Press, 1971.

Future Visions: The Unpublished Papers of Abraham Maslow. Sage Publications, 1996.

Maslow on Management. (Maslow no Gerenciamento). Wiley, 1998.

The Maslow Business Reader. (O Diário de Negócios de Maslow). Wiley, 2000.

Links Externos

Associação de Psicologia Humanista (Association for Humanistic Psychology)

Revista de Psicologia Humanista (Journal of Humanistic Psychology)

Associação de Psicologia Transpessoal (Association for Transpersonal Psychology)

Revista de Psicologia Transpessoal (Journal of Transpersonal Psychology)

Referências Bibliográficas

A SCIENCE ODISSEY: Peoples and Discoveries: Abraham Maslow. Disponível em: <http://www.pbs.org/wgbh/aso/databank/entries/bhmasl.html>. Acesso em: 4 abr. 2008.

BOEREE, C. G. Abraham Maslow. Disponível em: <http://webspace.ship.edu/cgboer/maslow.html>. Acesso em: 4 abr. 2008.

BUTLER-BOWDON, Tom. 50 Psychology Classics: Who We Are, How We Think, What We Do; Insight and Inspiration from 50 Key Books. London: Nicholas Brealey Publishing, 2007.

HOFFMAN, Edward. The right to be a human: a biography of Abraham Maslow. McGraw-Hill, 1999.

HUITT, William G. Maslow’s Hierarchy of Needs. Educational Psychology Interactive, Valdosta State University, Valdosta, GA, 2004. Disponível em: <http://chiron.valdosta.edu/whuitt/col/regsys/Maslow.html>. Acesso em: 23 jun. 2008.

MASLOW, A. H. Introdução à Psicologia do Ser. 2.ed. Rio de Janeiro: Eldorado, s/d.

Tags: , , , ,

20 Comentários sobre “Biografia de Abraham Maslow”

  1. LEONIDE disse:

    Gostaria de comprar o livro motivation end personality
    como faço, não estou encontrando.

  2. MIRIAM LIMA disse:

    É TUDO QUE ESTOU PROCURANDO!
    BRILHANTE COMENTÁRIO.PARABENS VOU ME APRESENTAR EM UM SEMIN´ÁRIO DE ADM EU ESTAR BEM MAIS PREEPARADA!
    OBRIGADA

    • Alexandre Pedrassoli disse:

      Oi Miriam, que bom!
      Fico feliz em saber que foi útil para vc.
      Obrigado por deixar seu comentário.
      Boa sorte em sua apresentação.

  3. Raquel Bays disse:

    Alexandre, antes de mais nada, obrigada pela sua abertura, para podermos além de consultar suas referencias, ainda lhe enviar questionamentos.
    Pois bem, sei que Maslow publicou varios lvros, mas qual deles podemos chamar de sua grande obra? Qual foi o principal?
    Obrigada!

    • Alexandre Pedrassoli disse:

      Raquel,
      Difícil escolher uma obra principal, mas eu escolheria o artigo que acabou ficando famoso como o marco da nova corrente de pensamento: “A Theory of Human Motivation”, de 1943
      Dê uma procurada que vc consegue achar ele integral (em inglês) na internet.
      Obrigado pelo comentário
      Abração

  4. oliver disse:

    melhor resumo que encontrei.
    Parabens Alexandre pedrassoli.

  5. daniele disse:

    ola, meu nome é danielle, irei apresentar um trabalho so maslow, e gostaria de saber um pouco mais sobre as nescessidades de maslow.
    obrigada

  6. Darlen disse:

    Alexandre,
    estou realizando um trabalho, e imagino que possa me ajudar…
    sabe me dizer em qual livro de Maslow consigo encontrar a piramide de Maslow, e se consigo esse livro em versão digitalizada?
    se possivel pode responder no meu e-mail…
    grata!

    • Alexandre Pedrassoli disse:

      Darlen,
      Até onde eu saiba, não foi Maslow quem desenhou a pirâmide.
      Maslow apresentou a idéia de uma hierarquia de necessidades humanas em 1943, no seu artigo chamado “A Theory of Human Motivation”.
      Mas a idéia de representá-la como uma pirâmide foi de seus discípulos e dos estudiosos de sua obra.
      O artigo original (em inglês), você encontra aqui:
      http://www.salesjobs.ie/artman.....on_001.pdf
      Boa sorte

  7. ivanilda Gomes disse:

    Olá Alexandre,

    Faço o Técnico em Nutrição e a bibliografia me ajudou no trabalho de Psicologia Aplicada.
    Rico conteúdo,
    Obrigada!

  8. Hugo Gabriel disse:

    Vlw.Faço Tecnico em ADM e isso vai ajudar muito.

  9. ketlyn disse:

    curti mto =) faço curso técnico de ADM na escola e foi mto interessante =]

  10. mirla disse:

    mto bom ….
    sou uma adimiradora de maslow…
    curso adm. de empresas …
    e maslow e a uma grande referencia não só na academia mas em minha vida tbm!!!
    parabéns alexandre pedrassoli

Deixe um comentário